Medidas Seletivas

As medidas seletivas visam colmatar as necessidades de suporte à aprendizagem não supridas pela aplicação de medidas universais.

Consideram-se medidas seletivas, entre outras:

  • Os percursos curriculares diferenciados;

  • As adaptações curriculares não significativas;

 

As adaptações curriculares não significativas são importantes como medidas preventivas, na medida em que procuram que o aluno atinja os objetivos globais e as aprendizagens essenciais trabalhando os conteúdos curriculares de maneira mais ajustada às suas condições individuais.

  • O apoio psicopedagógico;

  • A antecipação e o reforço das aprendizagens;

  • O apoio tutorial.